O cru, a pele, o cruel

Neste caderno apresentamos o texto escrito por Alfredo Castro (que recebeu o Prêmio Fénix de Atuação masculina em 2015 por seu trabalho em El club), O cru, a pele, o cruel, um texto muito pessoal, construído a partir de sua experiência e baseado nos escritos de de Antonin Artaud, que aborda bela e poeticamente o que representa a atuação para ele. Esta publicação é um registro da conversa aberta ao público realizada na Semana Fénix 2017, em colaboração com o Mercado Industria Cine y Audiovisual (MICA) e a Cátedra Ingmar Bergman em Cinema e Teatro da UNAM. Incluímos também a sessão de perguntas com Gabino Rodríguez e as intervenções do público.

ALFREDO CASTRO

Diretor de teatro, ator e professor, Alfredo Castro Gómez (Santiago de Chile, 1955) estudou Atuação Teatral na Universidade do Chile. É fundador do Centro de Investigación Teatral Teatro La Memoria. No cinema trabalhou sob a direção de Pablo Larraín em: Fuga (2006), Tony Manero (2008), Post mortem (2010), No (2012) e El club (2014), pelo qual recebeu, em 2015, o Prêmio do Júri no Festival Internacional de Cinema de Berlim e o Prêmio Fénix de Longa-metragem de ficção. Protagonizou Desde allá (2014), de Lorenzo Vigas, filme que obteve o Prêmio Leão de Ouro no Festival de Cinema de Veneza (2015), e Los perros, de Marcela Said, que abriu a Semana da Crítica no Festival de Cannes 2017 e foi premiado em numerosos festivais. Participou de Museo de Alonso RuizpalaciosRojo de Benjamín Naishtat e Perro bomba de Juan Cáceres. Na série Narcos tuvo el rol del padre de Escobar. eve o papel do pai de Escobar. No teatro realizou a direção, dramaturgia e adaptação das seguintes obras: Trilogía testimonial (Manzana de Adán, Historia de la sangre, Los días tuertos), Um bonde chamado desejo (Tennessee Williams), Casa de bonecas (Henrik Ibsen), Distinto (Eugene O’Neill), Hechos consumados (Juan Radrigán), Jamás el fuego nunca e Mano de obra (Diamela Eltit), Blasted y Psychosis 4.48 (Sarah Kane), As criadas (Les bonnes – Jean Genet) y el Rei Lear (William Shakespeare). Na área da docência, atuou como professor no Departamento de Teatro da Universidade do Chile, na Escola de Teatro da Pontifícia Universidade Católica do Chile e no Club de Teatro, de Fernando González, entre outros.


Publicaciones relacionadas